Hipomelanose Macular Progressiva

Também conhecida como Hipomelanose Idiopática, trata-se de uma doença que acomete predominantemente indivíduos jovens, sendo mais comum em pessoas com fototipos elevados (pele mais escura). Não se sabe a causa, mas estudos recentes identificaram que o Propionibacterium acnes, uma bactéria relacionada com o surgimento da acne, pode contribuir para o desenvolvimento das manchas, interferindo na produção de melanina.

Clinicamente são observadas manchas mais claras (hipopigmentação, hipomelanose) no tronco. As lesões são frequentemente confundidas com pitiríase versicolor, que é uma micose (popularmente conhecida como “pano branco”).

O tratamento pode ser realizado com medicamentos de uso tópico associados à exposição solar ou à fototerapia com UVB-narrow band, uma vez que a luz ultravioleta é o melhor estímulo para induzir à produção da melanina.

A maioria dos pacientes responde satisfatoriamente ao tratamento, mas há necessidade de terapia de manutenção, pois a recidiva das manchas é frequente.